(62) 3089-0978
uc.ortopedia@gmail.com
Rua S-6, 146 , 1°andar, Setor Bela Vista, Goiânia

Condromalácia Patelar

Dor no joelho? Cuidado! Esse é um sintoma da condromalácia patelar

Realizar atividades corriqueiras como subir e descer escadas, caminhar, agachar, se levantar de uma cadeira e andar de bicicleta pode se tornar um verdadeiro tormento na vida de quem é acometido por condromalácia patelar, denominada também de “joelho de corredor”. Caracterizada pela degeneração e inflamação da cartilagem do osso da patela, osso localizado na parte da frente do joelho, essa doença possui uma série de causas.

Enfraquecimento do músculo quadríceps (localizado na parte de frente da coxa), excesso de peso, traumas, joelho valgo (voltado para dentro), uso frequente de salto alto (mais de 5 cm), exercícios físicos de alto impacto e esforço repetitivo são algumas das causas da condromalácia patelar. Relativamente comum, esse problema afeta mais de 150 mil pessoas anualmente no Brasil, sobretudo mulheres.

Dor leve ou intensa no joelho, principalmente ao dobrar a perna, crepitação (estalos), ardência e inchaço são alguns dos sintomas da condromalácia patelar. No entanto, quando a doença está no estágio inicial, não é comum haver dor. Diante disso, ao sentir qualquer desconforto, é importante procurar um ortopedista especialista em Joelho.

 

Métodos de diagnóstico de condromalacia patelar

O ortopedista especialista em Joelho é o responsável por fazer o diagnóstico da condromalácia patelar. Em Goiânia, para definir o quadro com precisão, o médico pode solicitar alguns exames de imagem, como ressonância magnética e raio-x.

 

Condromalácia patelar: preciso de cirurgia? É feita em Goiânia?

Em Goiânia, o tratamento da condromalácia patelar é realizado de acordo com a gravidade da doença. A princípio, o ortopedista especialista em Joelho pode recomendar repouso, uso de gelo, anti-inflamatórios, analgésicos, exercícios físicos, sessões de fisioterapia, aplicação de ácido hialurônico e, em casos graves, cirurgia. Confira a seguir quais são níveis de gravidade da condromalácia patelar.

 

Grau I:  amolecimento da camada mais externa da cartilagem da patela

Grau II:  começo da fragmentação da cartilagem

Grau III:  degeneração avançada da cartilagem

Grau IV: lesão completa da cartilagem, situação em que o osso fica exposto

 

Grau 4? Artroscopia é recomendada e pode ser feita em Goiânia

 Quando o desgaste da cartilagem é grave, o ortopedista especialista em Joelho normalmente recomenda a artroscopia, técnica minimante invasiva na qual é possível remover ou reparar os tecidos danificados. A artroscopia é realizada através de duas pequenas incisões (cortes), onde o médico insere os instrumentos cirúrgicos.

No decorrer do procedimento, o ortopedista insere um artroscópio (instrumento que possui uma câmera na ponta) na articulação do joelho. O artroscópio envia imagens para um monitor, onde é possível ver todas as estruturas do joelho minunciosamente. A Artroscopia é uma técnica cirúrgica que pode ser realizada em Goiânia no Centro de Ortopedia Especializada (COE).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Blog

Especialidades

Dores crônicas ou aguda nos ossos, articulações, ligamentos, tendões, bursas e músculos, por exemplo, podem ser sinais de doenças musculoesqueléticas. Nesse texto, você conhecerá as principais doenças musculoesqueléticas que afetam os joelhos.
A Osteoartrite é caracterizada pelo desgaste ou degeneração da cartilagem do joelho e possui uma série de causas, como envelhecimento; sedentarismo; sobrepeso; doenças metabólicas; sobrecarga nos joelhos devido a esforço físico de atividades diárias ou esportes; fatores hereditários; gênero, as mulheres são as mais afetadas; alterações nos ossos, como joelhos valgo (voltados para dentro) ou varo (voltados para fora); etc.
Lesão após uma queda, movimentos repetitivos e esforço exagerado são alguns fatores que podem provocar instabilidade articular. Os sintomas desse problema incluem dor, irritação, inchaço (edema), dificuldade para estender totalmente o joelho e desconforto. Se não for diagnosticada precocemente, a instabilidade no joelho pode provocar o desgaste da cartilagem e evoluir para artrose.
Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial (LCM), Ligamento Cruzado Posterior (LCP) e Ligamento Colateral Lateral (LCL). Os ligamentos, faixas fortes de tecido, são responsáveis por dar estabilidade ao joelho.

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco

Dr. Ulbiramar Correia – 2020

Todos os direitos reservados