(62) 3089-0978
uc.ortopedia@gmail.com
Rua S-6, 146 , 1°andar, Setor Bela Vista, Goiânia

Lesão do LCP

Lesão do LCP? Existem tratamentos disponíveis em Goiânia

O Ligamento Cruzado Posterior (LCP), um dos mais importantes do joelho, é uma estrutura fibrosa localizada atrás do joelho e liga o fêmur (osso da coxa) à tíbia (osso da perna). Formado por duas faixas de tecido, o LCP tem como principal função dar estabilidade ao joelho. Quando é rompido, alguns movimentos podem ficar inviabilizados.

Normalmente, acidentes ciclísticos, de carro, motociclísticos, queda ou entorse podem desencadear lesão do LCP. Esportistas de modalidades como rúgbi, futebol americano e artes marciais também podem sofrer com o rompimento do LCP.

Quando ocorre lesão do LCP, o joelho fica inchado, dolorido e pode surgir instabilidade na articulação. Todavia, os sintomas dependem da gravidade da lesão. Em razão disso, lesões do ligamento cruzado posterior são divididas em três graus. Confira quais são:

Grau 1: o LCP fica ligeiramente distendido, mas o joelho permanece estável;

Grau 2: a distensão deixa o tendão frouxo e a ruptura é parcial;

Grau 3: existe a ruptura total do ligamento, provocando instabilidade do joelho.

Dependendo do grau da lesão, os sintomas podem desaparecer em algumas semanas. Contudo, se o joelho permanecer instável, é preciso procurar um ortopedista especialista em Joelho. O diagnóstico de lesão do LCP é feito através de exames de imagem como raio-x e ressonância magnética. O tratamento é realizado de forma individual e o ortopedista leva sempre em consideração o grau da lesão.

 

Em Goiânia ortopedista especialista em Joelho trata lesão do LCP

O responsável por tratar lesão do LCP em Goiânia é o ortopedista especialista em Joelho. O tratamento para esse tipo de lesão é feito de acordo com o grau de gravidade. Inicialmente, o tratamento para lesão do LCP é conservador (sem necessidade de cirurgia), onde o ortopedista pode receitar anti-inflamatórios e recomendar sessões de fisioterapia e a utilização de algum sustentador para dar apoio e proteção ao joelho lesionado. Assim, o corpo pode cicatrizar a lesão naturalmente.

Se o tratamento convencional não surtir efeitos, o ortopedista especialista em Joelho pode optar por uma intervenção cirúrgica. Nesse caso, o médico precisará reconstruir a região, método cirúrgico conhecido como artroscopia, procedimento minimamente invasivo. O processo de recuperação pós-operatório é feito por etapas e envolve equipe multiprofissional.

 

Motociclistas em Goiânia são afetados por lesão do LCP?

Como supracitado, uma lesão do LCP pode decorrer de um acidente motociclístico. Desse modo, com frequência, vários motociclistas em Goiânia sofrem rompimento desse ligamento. Porém, atualmente não há dados disponíveis para quantificar quantos motociclistas são afetados por esse tipo de lesão anualmente.

No entanto, um artigo de 2013 publicado na Revista Brasileira de Ortopedia, o mais recente, mostra que lesões no LCP são predominantes em homens que estão na faixa etária dos 33 anos. A pesquisa salienta, ainda, que 73,80% dos casos de rompimento do LCP decorrem de acidentes de trânsito, dos quais 49,4% envolvem motociclistas. O artigo revela também que 84,7% das lesões são multiligamentares, envolvendo principalmente o Ligamento Cruzado Anterior (LCA).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Blog

Especialidades

Dores crônicas ou aguda nos ossos, articulações, ligamentos, tendões, bursas e músculos, por exemplo, podem ser sinais de doenças musculoesqueléticas. Nesse texto, você conhecerá as principais doenças musculoesqueléticas que afetam os joelhos.
A Osteoartrite é caracterizada pelo desgaste ou degeneração da cartilagem do joelho e possui uma série de causas, como envelhecimento; sedentarismo; sobrepeso; doenças metabólicas; sobrecarga nos joelhos devido a esforço físico de atividades diárias ou esportes; fatores hereditários; gênero, as mulheres são as mais afetadas; alterações nos ossos, como joelhos valgo (voltados para dentro) ou varo (voltados para fora); etc.
Lesão após uma queda, movimentos repetitivos e esforço exagerado são alguns fatores que podem provocar instabilidade articular. Os sintomas desse problema incluem dor, irritação, inchaço (edema), dificuldade para estender totalmente o joelho e desconforto. Se não for diagnosticada precocemente, a instabilidade no joelho pode provocar o desgaste da cartilagem e evoluir para artrose.
Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial (LCM), Ligamento Cruzado Posterior (LCP) e Ligamento Colateral Lateral (LCL). Os ligamentos, faixas fortes de tecido, são responsáveis por dar estabilidade ao joelho.

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco

Dr. Ulbiramar Correia – 2020

Todos os direitos reservados