Tratamento da Instabilidade Patelofemoral em Goiânia: Onde tratar?

tratamento-instabilidade-patelofemoral-goiania (1)

A rótula (ou patela) é o pequeno osso localizado na frente do joelho, e permite realizar movimentos como flexão e extensão da perna, mas também todos os movimentos que possibilitam a mobilidade.

Apresenta duas faces, uma óssea em direção para a frente, e outra cartilaginosa, voltada para trás, que desliza sobre a área do fêmur, também recoberta por cartilagem.

Assim, ela forma com o fêmur a articulação patelofemoral, e quando há uma luxação na patela, o melhor a fazer é buscar um tratamento da instabilidade patelofemoral em Goiânia.

Logo, o ortopedista especialista em joelho style=”font-weight: 400;”> será capaz de avaliar o quadro e indicar o tratamento mais eficaz.

A seguir, vamos explicar detalhadamente o que causa a instabilidade patelofemoral, sintomas e onde tratar.

Procurando tratamento da instabilidade patelofemoral em Goiânia? Clique e conheça o Dr. Ulbiramar Correia.

O que é instabilidade patelofemoral?

A instabilidade patelofemoral ocorre, como o nome já sugere, na articulação entre o fêmur e a patela. 

Caracteriza-se quando a patela não se articula com o fêmur, e “sai do lugar” em relação ao resto da articulação.

Tal instabilidade é frequentemente causada por um traumatismo, quando a rótula sai do seu lugar, que é o que chamamos de luxação da patela.

É necessário saber que a rótula é estabilizada pela tróclea, que é a parte do fêmur que recebe e estabiliza a rótula, com a ajuda de outros elementos, como os tendões e ligamentos.

Ao contrário de diversas patologias articulares, a instabilidade da patela afeta em geral pacientes mais jovens e ativos.

Quais as causas da instabilidade patelofemoral?

Na maior parte dos casos, é causada por uma lesão do ligamento patelofemoral ou por uma anomalia da rótula.

No caso da anomalia da rótula, por exemplo, o “joelho em X”, condição na qual os joelhos ficam voltados para dentro e os tornozelos para fora, que, na linguagem médica, é chamada de displasia patelofemoral.

Por outro lado, é necessário ressaltar que a primeira luxação da rótula ocorre geralmente em razão da prática de um esporte, e mais particularmente em um esporte que mobiliza muito a perna, em movimentos de flexão, como o futebol.

Também pode acontecer após um trauma direto ou indireto, como uma queda, pancada, entorse, etc.

Como pode ser multifatorial e de acordo com características próprias de cada paciente, às vezes, é difícil identificar claramente as causas.

Independentemente da causa, é essencial buscar o mais rápido possível por um tratamento da luxação de patela em Goiânia, principalmente para não agravar o quadro.

Quais os fatores de risco para a luxação patelar?

Existem alguns fatores que aumentam o risco da ocorrência da luxação patelar, e os principais incluem:

  • Hiperfrouxidão ligamentar;
  • Alterações nas estruturas ósseas;
  • Patela mais alta;
  • Desalinhamento do joelho;
  • Rotação tibial externa;
  • Anteversão femoral;
  • Pé plano.

Apenas através do exame clínico e de imagem, o médico vai avaliar a gravidade do quadro e prescrever o tratamento da instabilidade patelofemoral em Goiânia mais adequado.

Quais os sintomas de instabilidade patelofemoral?

Problemas com a rótula acomete principalmente adultos jovens e mais frequentemente em mulheres, sendo a dor o sintoma mais comum.

Ela é localizada na parte da frente do joelho e surge quando se exerce uma força, tipicamente ao subir escadas ou permanecer em posição sentada durante muito tempo.

Os bloqueios também são descritos, e é importante diferenciar os bloqueios verdadeiros, mecânicos, que surgem com a luxação da patela e impedem o movimento do joelho.

Já os pseudo-bloqueios correspondem a um bloqueio reflexo à dor, sem luxação da rótula.

Como a rótula é mantida na articulação por um conjunto de ligamentos e tendões, observa-se uma subluxação da patela, até mesmo subluxações repetidas, podendo levar a uma luxação da rótula.

É o mesmo princípio da instabilidade patelofemoral, onde a pessoa não consegue andar e efetuar movimentos de flexão ou extensão.

Portanto, se você sentir alguns desses sintomas, não demore para procurar um especialista e começar logo o tratamento da instabilidade patelofemoral em Goiânia.

Como fazer o diagnóstico de instabilidade patelofemoral?

O exame clínico é fundamental e o ortopedista especialista em joelho, através da palpação, pode localizar com precisão as dores e descartar outros problemas, para então dar o diagnóstico da rótula instável.

Além disso, no momento do exame clínico, o médico busca bloqueios descritos pelo paciente, mas também uma hipermobilidade da patela, através de um movimento de flexão do joelho.

Exames complementares também são solicitados, como raio-X, tomografia e ressonância magnética.

O médico, com base nessas informações, vai propor qual será o tratamento da instabilidade patelofemoral em Goiânia.

Qual é o tratamento para instabilidade patelofemoral?

Um primeiro episódio de luxação da patela, em geral, não necessita de uma intervenção cirúrgica.

O tratamento consiste em uma imobilização temporária, e em seguida, fisioterapia.

A recuperação é progressiva, em média, 6 semanas. Em aproximadamente 50% dos pacientes, não há reincidência, e esse episódio de luxação é único.

Por outro lado, se a luxação é acompanhada de uma lesão da cartilagem, uma cirurgia será necessária.

Um outro ponto a considerar é que, a partir do segundo episódio de luxação, talvez o ortopedista especialista em joelho proponha a cirurgia para estabilizar a rótula.

A técnica consiste na reconstrução do ligamento patelofemoral, a partir de tendões do próprio paciente.

Vale lembrar que o risco de reincidência de luxação aumenta a cada episódio, atingindo cerca de 75% a partir do segundo episódio, e praticamente 100% a partir do terceiro.

A cada luxação, a cartilagem pode se deteriorar, com um risco de desenvolver artrose.

Como é o pós-operatório da cirurgia para instabilidade patelofemoral?

O pós-operatório inicia-se com o uso de um imobilizador do joelho, por um período de duas a quatro semanas.

Dependendo do caso, recomenda-se também o uso de muletas um dia após a cirurgia, e já começar exercícios para o fortalecimento do quadríceps.

Após quinze dias, o paciente deve fazer exercícios para promover a mobilidade do joelho, sempre sob supervisão do ortopedista especialista em joelho.

Aos poucos, o paciente pode retomar suas atividades, mas no caso de esportes, o período é de 4 a 6 meses.

Tratamento da instabilidade patelofemoral em Goiânia: Onde fazer? 

Para realizar o tratamento da instabilidade patelofemoral , é indispensável um ortopedista especialista em joelho, pois somente ele é capaz de avaliar a necessidade ou não da cirurgia.

O Dr. Ubiramar Correia é uma referência, profissional com expertise em várias condições médicas que podem acometer os joelhos, como doenças ósseas, artrose, instabilidade articular, ligamentos cruzados do joelho, próteses e instabilidade patelofemoral.

Além de buscar a excelência técnica e seguir os melhores protocolos internacionais, seu foco é no atendimento individualizado e humanizado, e acompanhar o paciente até sua completa recuperação.

Posts recentes

Gostou do artigo? Compartilhe!

Share on pinterest
Pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Dr. Ulbiramar Correia

Ortopedia, Traumatologia, Medicina Esportiva & Cirurgia de Joelho.

Dr. Ulbiramar Correia atua há mais de 10 anos em Goiânia e tem expertise em diversos tipos de cirurgia do joelho, como artroscopia, prótese do joelho e medicina esportiva. Em mais de uma década, trata as mais variadas condições médicas que podem acometer os joelhos, dentre elas doenças ósseas, traumatismo, instabilidade articular, luxação, luxação patelar, artrose, osteoartrite, doenças musculoesqueléticas, lesões da cartilagem articular, meniscos e de ligamentos cruzados do joelho.

Especialidades

LCA goiania

Cirurgia Ligamento Cruzado Anterior – LCA

O Ligamento Cruzado Anterior (LCA), um dos quatro principais ligamentos do joelho, é composto por um resistente “cordão” de tecido fibroso em formato de “x” que conecta o fêmur (osso da coxa) à tíbia (osso da perna). A principal função do LCA é dar estabilidade ao joelho no sentido de rotação, preservando, desse modo, estruturas internas como meniscos e cartilagens. O LCA é essencial para que as pessoas consigam realizar tarefas diárias como sair do carro, ocasião em que após colocar o pé no chão o indivíduo gira o corpo sobre o joelho. Lesões do LCA são frequentes em atletas

Leia mais
doencas-joelho-goiania

Doenças Musculoesqueléticas

O que são doenças musculoesqueléticas? Tendinite no joelho é uma delas Segundo o Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional do Hospital 9 de Julho, de São Paulo, 90% da população sofre por causa de dores musculoesqueléticas, fato que leva 30% a faltar no trabalho. Essas dores, geralmente, podem ser sinais de doenças musculoesqueléticas, como tendinite no joelho, bursite, entesopatia, dentre outras. Se não tratadas, essas enfermidades podem comprometer a qualidade de vida e, em casos crônicos, levar à invalidez. Embora os números da pesquisa sejam significativos, boa parte da população não sabe como as doenças musculoesqueléticas se manifestam, nem o

Leia mais
osteoartite-joelho-goiania

Osteoartrite do Joelho

Osteoartrite? Consulte médico especialista em Joelho em Goiânia Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a osteoartrite, também denominada de artrose, é a quarta doença que mais reduz a qualidade de vida para cada ano vivido. Ainda segundo a instituição, 80% dos indivíduos com osteoartrite possuem limitações de movimento e 25% não conseguem realizar atividades do dia a dia como caminhar ou subir escadas, por exemplo. Embora seja conhecida por afetar idosos com mais de 60 anos, pois tem caráter degenerativo, uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) revela que 20% dos brasileiros na faixa

Leia mais
instabilidade-articular-joelho-goiania

Instabilidade Articular: causas, diagnóstico e tratamentos

Instabilidade articular? Vá ao médico especialista em Joelho Você já se desequilibrou andado ou sentiu dor carregando algo mais pesado? Acontece com frequência? Se sua resposta for sim, é hora de procurar avaliação de um médico especialista em Joelho, pois você pode estar sofrendo com instabilidade articular. Esse problema, que pode ter origem congênita (de nascença) ou adquirida, ocorre quando os ligamentos do joelho estão enfraquecidos e pode envolver outras estruturas como músculos, cartilagem articular e meniscos. Dentre os principais ligamentos do joelho estão: Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Lateral (LCL), Ligamento Colateral Medial (LCM) e Ligamento Cruzado Posterior

Leia mais
luxacao-joelho-goiania

Luxação do Joelho

Luxou o joelho? Consulte o médico especialista em Joelho em Goiânia Embora já tenha sido conhecida como uma entorse rara, cresceu consideravelmente nos últimos anos os casos de luxação do joelho no Brasil, isso se deve ao expressivo número de acidentes de trânsito, principalmente envolvendo motos, e a quantidade crescente de praticantes de exercícios físicos. Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial

Leia mais
lesoes-joelho-goiania

Lesões do Joelho

Cartilagem articular e meniscos são afetados por lesões do joelho? O joelho, uma das maiores articulações do corpo humano, é composto pelo fêmur, tíbia e patela. Todos esses ossos são ligados por várias estruturas, como ligamentos, tendões, cartilagem e menisco. Por ser um membro bastante solicitado no dia a dia para diversas atividades cotidianas, o joelho é uma das áreas que mais sofre lesões diretas e indiretas. Rompimento do Ligamento Cruzado Anterior (LCA), condromalácia, tendinite, luxação patelar, lesão do menisco, rompimento do Ligamento Cruzado Posterior (LCP), dentre outras, são os principais traumas que acometem os joelhos. Detalhes sobre essas lesões

Leia mais

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco