(62) 3089-0978
uc.ortopedia@gmail.com
Rua S-6, 146 , 1°andar, Setor Bela Vista, Goiânia

Doenças Ósseas

Tratamento de doenças ósseas em Goiânia

Ossos são estruturas rígidas e possuem formas variadas. A matriz óssea é composta basicamente por cerca de 90% de fibras colágenas e 10% de sais inorgânicos, como cálcio, fósforo, potássio, entre outros. Os ossos São responsáveis pela sustentação do corpo, locomoção, proteção dos órgãos vitais, produção de células e reserva de cálcio.

Um adulto possui 206 ossos e as células que os compõem estão em constante renovação. Quando o processo de restauração não ocorre de forma satisfatória ou existe a carência de cálcio, nutrientes, fibras e outros elementos, nessa hora podem surgir algumas doenças ósseas, causando problemas nas articulações e mobilidade.

 

Principais doenças ósseas

 

Osteoporose

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 10 milhões de brasileiros sofrem com a osteoporose, mas somente 20% sabe que tem a doença. Segundo a Federação Internacional da Osteoporose (IOF), a cada três segundos uma pessoa sofre uma fratura – são 8,9 milhões de fraturas por ano, sendo mais frequentes nos pulsos, coluna e fêmur.

Mulheres, especialmente após a menopausa, são as mais afetadas por essa doença. Silenciosa, pois no início não provoca dor, a osteoporose se caracteriza pela diminuição progressiva da densidade óssea, tornando os ossos mais frágeis e mais suscetíveis a fraturas.

 

Osteopenia

A osteopenia se caracteriza pela redução gradual da massa óssea, tornando os ossos mais frágeis e aumentando os riscos de fratura. Este problema é mais frequente em mulheres que entraram precocemente na menopausa ou que estão na pós-menopausa. Também pode acometer homens que estão da faixa etária entre 60 e 70 anos devido à diminuição da produção de testosterona.

Diferente da osteoporose, a osteopenia pode ser reversível. Desse modo, o diagnóstico precoce é essencial para que sejam tomadas as devidas medidas preventivas. Quando a osteopenia não é identificada e tratada corretamente, pode evoluir para osteoporose.

 

Reumatismo

Dor, deformações, limitação dos movimentos e inflamação nas articulações são alguns dos principais sintomas das doenças reumáticas. Além das articulações, o reumatismo também afeta ligamentos, tendões e músculos. Embora seja mais comum em idosos, esse problema pode acometer crianças, jovens e adultos.

O termo reumatismo é utilizado para denominar mais de 200 tipos de enfermidades, como artrite, doença que afeta as articulações; artrose, caracterizada pelo desgaste da cartilagem; e fibromialgia, que atinge a musculatura. Mãos, joelhos, tornozelos, quadris, colunas cervical e lombar são as regiões mais afetadas. Dependendo do tipo de reumatismo, pode afetar ossos e até mesmo órgãos, como rins, coração e cérebro.

 

Tumor ósseo

O câncer nos ossos pode ser dividido em tumor primário, mais comum em crianças e adolescentes, e secundário, recorrente em adultos. O tumor ósseo primário se desenvolve no próprio osso e pode ser benigno ou maligno. Dentre os cânceres primários mais comuns estão o osteossarcoma, Tumor de Ewing e condrossarcoma. O tumor ósseo secundário surge a partir de um processo conhecido como metástase óssea, ou seja, quando um câncer que está em outro órgão, como mama ou próstata, por exemplo, se espalha e atinge os ossos.

O motivo exato da maioria dos tipos de câncer ósseo é desconhecido. Porém, acredita-se que esteja relacionado a um erro no DNA. Os primeiros sintomas dessa doença são dores intensas em determinadas regiões do corpo e fraturas, causadas pelo enfraquecimento dos ossos. Câncer ósseo geralmente afeta os ossos longos, entre eles os do braços, coxas, coluna e bacia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Blog

Especialidades

Dores crônicas ou aguda nos ossos, articulações, ligamentos, tendões, bursas e músculos, por exemplo, podem ser sinais de doenças musculoesqueléticas. Nesse texto, você conhecerá as principais doenças musculoesqueléticas que afetam os joelhos.
A Osteoartrite é caracterizada pelo desgaste ou degeneração da cartilagem do joelho e possui uma série de causas, como envelhecimento; sedentarismo; sobrepeso; doenças metabólicas; sobrecarga nos joelhos devido a esforço físico de atividades diárias ou esportes; fatores hereditários; gênero, as mulheres são as mais afetadas; alterações nos ossos, como joelhos valgo (voltados para dentro) ou varo (voltados para fora); etc.
Lesão após uma queda, movimentos repetitivos e esforço exagerado são alguns fatores que podem provocar instabilidade articular. Os sintomas desse problema incluem dor, irritação, inchaço (edema), dificuldade para estender totalmente o joelho e desconforto. Se não for diagnosticada precocemente, a instabilidade no joelho pode provocar o desgaste da cartilagem e evoluir para artrose.
Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial (LCM), Ligamento Cruzado Posterior (LCP) e Ligamento Colateral Lateral (LCL). Os ligamentos, faixas fortes de tecido, são responsáveis por dar estabilidade ao joelho.

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco

Dr. Ulbiramar Correia – 2020

Todos os direitos reservados