Preparo Imunológico: entenda a importância antes da cirurgia

importancia-preparo-imunologico-antes-cirurgia

É de conhecimento que qualquer tipo de intervenção realizada, como por exemplo uma cirurgia, sendo considerado um estresse ao organismo e ter um suporte alimentar adequado, irá tornar a recuperação mais eficiente, já que os nutrientes necessários serão ofertados na quantidade adequada ao indivíduo. 

Neste momento, o sistema imunológico irá ser requisitado de forma mais intensa e precisa estar trabalhando de forma eficiente a fim de evitar possíveis infecções e tornar possível uma cicatrização de forma adequada.

Diversos estudos mostram que pacientes cujo estado nutricional pré operatório está prejudicado, com perda de peso por exemplo, irão apresentar um risco nutricional maior no período pós operatório, onde a desnutrição é um fator de risco muito significativo de que poderá acontecer complicações pós operatórias, principalmente em cirurgias abdominais de grande extensão.

Um paciente bem nutrido geralmente tolera melhor uma cirurgia de grande porte do que outro que está gravemente mal nutrido. A má nutrição está diretamente relacionada à alta incidência de complicações operatórias, de morbidade e mortalidade.

Possíveis complicações sem o preparo imunológico

Dentre as possíveis complicações em pacientes mal nutridos quando submetidos ao tratamento clínico e cirúrgico podemos citar:

  1.  Infecções;
  2.  Sepse;
  3.  Pneumonia;
  4.  Falha respiratória;
  5. Formação de abscesso;
  6. Dificuldade na cicatrização de feridas no pós operatório;
  7. Morte.

No que se confere ao aporte pré operatório, aos pacientes que possuem uma recomendação, o preparo imunológico deverá ser feito por meio de uma terapia nutricional com suplementos que apresentem nutrientes que, além de trazerem um benefício nutricional, tenham uma ação imunomoduladora, tais como a presente em ácidos graxos ômega-3 (w-3), arginina e nucleotídeos.

 Este preparo imunológico no pré operatório por meio da nutrição consiste no consumo de nutrientes imunomoduladores e é recomendado seu consumo de 5 á 7 dias antes da cirurgia e deverá ser individualizado conforme a extensão da cirurgia (média ou grande) e levando sempre em consideração as necessidades do indivíduo.

Essa imunonutrição irá agir diminuindo a resposta inflamatória, fortalecendo o sistema imunológico e estimulando uma cicatrização de forma eficiente. A nutrição adequada está intimamente ligada à competência imunológica e a redução de riscos para infecções.

Preparo imunológico

Como objetivos do preparo imunológico podemos citar:

  •  Diminuição das chances de complicação no pós-operatório;
  •  Redução do tempo de internação hospitalar;
  • Auxílio na recuperação do paciente.

Caso o paciente possua diabetes é imprescindível que haja o controle dos níveis de glicose antes da cirurgia a fim de melhorar a recuperação. 

Sabe-se que em pacientes cirúrgicos, a presença de diabetes mellitus (DM) ou o quadro de hiperglicemia está visceralmente associado ao aumento da morbimortalidade, com taxas de mortalidade perioperatória de até 50% maior do que em indivíduos não diabéticos. 

Nos pacientes diabéticos a cicatrização está comprometida visto que é mais lenta devido a mecanismos como a produção excessiva de Espécies Reativas de Oxigênio (ERO’s), diminuição de Óxido Nítrico (NO), diminuição da resposta aos fatores de crescimento (GF’s) e das proteínas que são responsáveis pela sinalização da via da insulina.

A ocorrência e a frequência com que a hiperglicemia acontece deve ser sempre questionada, visto que interferem na conduta de medicações usadas no pré operatório, além da frequência de hospitalização que também está relacionada ao controle glicêmico e consequentemente das descompensações agudas. 

Outro ponto a ser analisado é a capacidade do paciente em estar medindo a sua glicemia de forma adequada e que este entenda todos os princípios da terapia do diabetes, já que também irão influenciar no manejo perioperatório destes indivíduos.

Na ausência do quadro de diabetes mellitus (DM), estudos realizados em duas revisões pela Cochrane, sugerem que os pacientes possam ingerir líquidos até poucas horas antes da cirurgia sem causar maior risco de morbidade. 

Bebidas carboidratadas no período pré operatório estão se mostrando eficientes no aumento do controle glicêmico, além da diminuição das perdas de nitrogênio, massa corporal magra e força muscular após grandes cirurgias abdominal e colorretal.

Manter um bom estado imunológico:

Pontos importantes que também precisam ser analisados para manter um bom estado imunológico e reduzir complicações no pós operatório são:

  • Revisão dos medicamentos em uso: fazer uma minuciosa história farmacológica, abordando todos os comprimidos que estão consumidos, visto que, por uma questão cultural, a maioria dos pacientes têm a tendência de chamar de medicamento apenas o que julgam estar em uso para tratamento de doenças e omitindo assim o uso de analgésicos e anti-inflamatórios que por vezes são tomados de forma esporádica para tratamento de dor, anticoncepcionais e terapias hormonais, bem como fitoterápicos. Vale ressaltar que a conversa com o paciente sobre todo comprimido ingerido, assim como a sua frequência de utilização é de suma importância.

 

  • Caso o medicamento não tenha interação com a anestesia a ser utilizada e nem no procedimento poderá ser mantido, do contrário será necessário a avaliação considerando o risco X benefício de sua retirada.

 

  • Interrupção do tabagismo e consumo do álcool: aconselhável que haja abstinência do álcool antes da cirurgia, e a interrupção do tabagismo vem sendo sugerida que aconteça de 4-6 semanas antes da cirurgia visando a redução do risco de complicações no pós operatório.14-15 O tabaco está estreitamente associado à dificuldade de cicatrização de feridas cirúrgicas. A interrupção do tabaco beneficia, sobretudo, o sistema cardiovascular e o aparelho respiratório e por isso sugere-se um intervalo de pelo menos 6 semanas. 

Diante do exposto, podemos concluir que é indispensável um preparatório do ponto de vista nutricional, visando o ajuste de nutrientes importantes na recuperação do paciente submetido a uma grande cirurgia e que a conduta seja alinhada com o médico responsável pelo procedimento a fim de garantir a recuperação mais rápida e eficiente do paciente.

Referências:

  1.   Leandro-Merhi V, Aquino J, Chagas J. Risco nutricional no período pré-operatório. ABCD, arq. bras. cir. dig. 2009 Sep ; 22( 3 ): 143-146. 2. Detsky AS, Smalley PS, Chang J. Is this patient malnourished? JAMA. 2004; 271 (1).
  2.   L. Kathleen Mahan, Sylvia Escott-Stump, Janice L. Raymond; Krause: alimentos, nutrição e dietoterapia [tradução de Cláudia Coana et al.], cap. 39, p. 884-89 – Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.
  3.   Detsky AS, Smalley PS, Chang J. Is this patient malnourished? JAMA. 2004; 271 (1).
  4.   ESPEN Guidelines Oncology – Arends J et al, Immunonutrition (Arginine, N-3 fatty acids, nucleotides) in perioperative care. Clin Nutrition, 2016.
  5.   Moya P, Soriano-Irigaray L, Ramirez JM et al. Perioperative oral standard supplements versus immunonutrition in patients undergoing colorectal resection in an enhanced recovery (ERAS) protocol. Medicine (Baltimore) 2016, 95.
  6.   Marimuthu K, Varadhan KK, Ljungqvist O, Lobo DN. A meta-analysis of the effect of combinations of immune modulating nutrients on outcome in patients undergoing major open gastrointestinal surgery. Ann Surg 2012; 255(6): 1060-68.
  7.   Braga M, Gianotti L, Vignali A, Carlo VD. Preoperative oral arginine and omega-3 fatty acid supplementation improves the immunometabolic host response and outcome after colorectal resection for cancer. Surgery 2002; 132:805–14.
  8.   Drover JW, Dhaliwal R, Weitzel L, et al. Perioperative use of arginine supplemented diets: a systematic review of the evidence. J Am Coll Surg. 2011; 212:385-399.
  9.   Waitzberg DL, Saito H, Plank LD, et al. Postsurgical infections are reduced with specialized nutrition suppot. World J Surg. 2006; 30: 1592-1604.

 

  1.       Svanfeldt M., et al: Randomized clinical trial of effect of preoperative oral carbohydrate treatment on postoperative whole-body protein and glucose kinetics, Br J Surg. 94:1342, 2007.
  2.       Garbero RF, Vieira LA. Fármacos no pré-operatório. Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto. 2007;6(2):28-37.
  3.       Mercado D. Perioperative medication management. Med Clin North Am 2003;87(1):41-57.
  4.       Spell NO. Stopping and restarting medications in the perioperative period. Med Clin North Am 2001;85:1117.
  5.       Warner DO. Perioperative abstinence from cigarettes: physiologic and clinical consequences. Anesthesiology. 2006;104(2):356-67.
  6.       Cavichio BV, et al. Tempo de cessação do tabagismo para a prevenção de complicações na cicatrização de feridas cirúrgicas. Rev Esc Enferm USP. 2014;48(1):174-80.
  7.       Soreide E., L jungqvist O: Modern preoperative fasting guidelines: a summary of the presente recommendations and remaining questions, Best Pract. Res. Clin. Anaesthesiol 20:483, 2006.

 

Posts recentes

Gostou do artigo? Compartilhe!

Share on pinterest
Pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Dr. Ulbiramar Correia

Ortopedia, Traumatologia, Medicina Esportiva & Cirurgia de Joelho.

Dr. Ulbiramar Correia atua há mais de 10 anos em Goiânia e tem expertise em diversos tipos de cirurgia do joelho, como artroscopia, prótese do joelho e medicina esportiva. Em mais de uma década, trata as mais variadas condições médicas que podem acometer os joelhos, dentre elas doenças ósseas, traumatismo, instabilidade articular, luxação, luxação patelar, artrose, osteoartrite, doenças musculoesqueléticas, lesões da cartilagem articular, meniscos e de ligamentos cruzados do joelho.

Especialidades

LCA goiania

Cirurgia Ligamento Cruzado Anterior – LCA

O Ligamento Cruzado Anterior (LCA), um dos quatro principais ligamentos do joelho, é composto por um resistente “cordão” de tecido fibroso em formato de “x” que conecta o fêmur (osso da coxa) à tíbia (osso da perna). A principal função do LCA é dar estabilidade ao joelho no sentido de rotação, preservando, desse modo, estruturas internas como meniscos e cartilagens. O LCA é essencial para que as pessoas consigam realizar tarefas diárias como sair do carro, ocasião em que após colocar o pé no chão o indivíduo gira o corpo sobre o joelho. Lesões do LCA são frequentes em atletas

Leia mais
doencas-joelho-goiania

Doenças Musculoesqueléticas

O que são doenças musculoesqueléticas? Tendinite no joelho é uma delas Segundo o Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional do Hospital 9 de Julho, de São Paulo, 90% da população sofre por causa de dores musculoesqueléticas, fato que leva 30% a faltar no trabalho. Essas dores, geralmente, podem ser sinais de doenças musculoesqueléticas, como tendinite no joelho, bursite, entesopatia, dentre outras. Se não tratadas, essas enfermidades podem comprometer a qualidade de vida e, em casos crônicos, levar à invalidez. Embora os números da pesquisa sejam significativos, boa parte da população não sabe como as doenças musculoesqueléticas se manifestam, nem o

Leia mais
osteoartite-joelho-goiania

Osteoartrite do Joelho

Osteoartrite? Consulte médico especialista em Joelho em Goiânia Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a osteoartrite, também denominada de artrose, é a quarta doença que mais reduz a qualidade de vida para cada ano vivido. Ainda segundo a instituição, 80% dos indivíduos com osteoartrite possuem limitações de movimento e 25% não conseguem realizar atividades do dia a dia como caminhar ou subir escadas, por exemplo. Embora seja conhecida por afetar idosos com mais de 60 anos, pois tem caráter degenerativo, uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) revela que 20% dos brasileiros na faixa

Leia mais
instabilidade-articular-joelho-goiania

Instabilidade Articular: causas, diagnóstico e tratamentos

Instabilidade articular? Vá ao médico especialista em Joelho Você já se desequilibrou andado ou sentiu dor carregando algo mais pesado? Acontece com frequência? Se sua resposta for sim, é hora de procurar avaliação de um médico especialista em Joelho, pois você pode estar sofrendo com instabilidade articular. Esse problema, que pode ter origem congênita (de nascença) ou adquirida, ocorre quando os ligamentos do joelho estão enfraquecidos e pode envolver outras estruturas como músculos, cartilagem articular e meniscos. Dentre os principais ligamentos do joelho estão: Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Lateral (LCL), Ligamento Colateral Medial (LCM) e Ligamento Cruzado Posterior

Leia mais
luxacao-joelho-goiania

Luxação do Joelho

Luxou o joelho? Consulte o médico especialista em Joelho em Goiânia Embora já tenha sido conhecida como uma entorse rara, cresceu consideravelmente nos últimos anos os casos de luxação do joelho no Brasil, isso se deve ao expressivo número de acidentes de trânsito, principalmente envolvendo motos, e a quantidade crescente de praticantes de exercícios físicos. Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial

Leia mais
lesoes-joelho-goiania

Lesões do Joelho

Cartilagem articular e meniscos são afetados por lesões do joelho? O joelho, uma das maiores articulações do corpo humano, é composto pelo fêmur, tíbia e patela. Todos esses ossos são ligados por várias estruturas, como ligamentos, tendões, cartilagem e menisco. Por ser um membro bastante solicitado no dia a dia para diversas atividades cotidianas, o joelho é uma das áreas que mais sofre lesões diretas e indiretas. Rompimento do Ligamento Cruzado Anterior (LCA), condromalácia, tendinite, luxação patelar, lesão do menisco, rompimento do Ligamento Cruzado Posterior (LCP), dentre outras, são os principais traumas que acometem os joelhos. Detalhes sobre essas lesões

Leia mais

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco