(62) 3089-0978
uc.ortopedia@gmail.com
Rua S-6, 146 , 1°andar, Setor Bela Vista, Goiânia

Luxação do Joelho

Luxou o joelho? Consulte o médico especialista em Joelho em Goiânia

Embora já tenha sido conhecida como uma entorse rara, cresceu consideravelmente nos últimos anos os casos de luxação do joelho no Brasil, isso se deve ao expressivo número de acidentes de trânsito, principalmente envolvendo motos, e a quantidade crescente de praticantes de exercícios físicos.

Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial (LCM), Ligamento Cruzado Posterior (LCP) e Ligamento Colateral Lateral (LCL). Os ligamentos, faixas fortes de tecido, são responsáveis por dar estabilidade ao joelho.

Além de lesão nos ligamentos, existe também a possibilidade de trauma dos meniscos, cartilagem, vasos sanguíneos e nervos. Desse modo, é fundamental fazer uma investigação minuciosa e em tempo hábil (menos de 8 horas), pois a junção de luxação com diagnóstico tardio pode levar à amputação do membro em virtude dos danos provocados nas estruturas neurológicas e vasculares.

Dor, limitação dos movimentos (extensão e flexão) e inchaço são os principais sintomas de um deslocamento do joelho e aparecem logo após o trauma. Como o diagnóstico desse tipo de luxação precisa ser rápido e assertivo, se apresentar qualquer sintoma procure um médico especialista em Joelho em Goiânia. Com a ajuda do profissional, é possível realizar todos os exames e averiguar a gravidade do caso.

Quer saber quais são os tratamentos e se estão disponíveis em Goiânia? Continue lendo o artigo.

 

Caiu? Machucou? Procure um médico especialista em Joelho em Goiânia

Geralmente, a luxação no joelho é causada por traumas de alta energia, comuns em acidentes de trânsito; entorses; quedas de grandes alturas; queda da própria altura; prática de esportes de maior contato físico, como artes marciais, motocross, futebol e futebol americano; dentre outros desportos nos quais existe maior impacto na articulação do joelho.

O exame físico nem sempre é conclusivo quando ocorre um deslocamento do joelho. Por isso, radiografia, ressonância e tomografia são alguns dos principais exames de imagem utilizados para diagnosticar uma luxação no joelho de forma assertiva.

Quando ocorre uma luxação do joelho, a primeira atitude tomada pelo médico especialista em Joelho é recolocar a articulação no lugar. Posteriormente são feitos exames de imagem para determinar qual será o tratamento – a maioria é cirúrgico, haja vista que é preciso reparar e/ou reconstruir os ligamentos e outros tecidos atingidos.

Após a cirurgia, o ortopedista irá prescrever alguns medicamentos, como analgésicos e anti-inflamatórios. Posteriormente, depois da recuperação do paciente, sessões de fisioterapia são recomendadas para que haja total recuperação dos movimentos.

 

Telemedicina: consulte um médico especialista em Joelho da sua casa

Após passar por uma cirurgia no joelho, é normal que surjam dúvidas e alguns medos. Nessas horas, é possível contar com a telemedicina, serviço de assistência remota no qual o médico pode interpretar exames e emitir laudos a distância. Para isso, o paciente precisa de internet, celular, tablete ou um notebook para conversar com o médico especialista em Joelho. Quando estiver conectado, o ortopedista pode tirar todas as dúvidas e até mesmo indicar remédios para alívio da dor.

Por meio da telemedicina também é possível contar com um especialista em casos de urgência. Um exemplo prático: você está em casa sozinho e cai no banheiro. Depois desse incidente, você pode conversar com o médico através de uma videochamada, momento em que ele perguntará quais são os sintomas. Após isso, o especialista dará as orientações sobre quais cuidados devem ser tomados.

Telemedicina é isso: um serviço de atenção primária no qual o paciente não precisa se deslocar de um determinado local para ser atendido.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Blog

Especialidades

Dores crônicas ou aguda nos ossos, articulações, ligamentos, tendões, bursas e músculos, por exemplo, podem ser sinais de doenças musculoesqueléticas. Nesse texto, você conhecerá as principais doenças musculoesqueléticas que afetam os joelhos.
A Osteoartrite é caracterizada pelo desgaste ou degeneração da cartilagem do joelho e possui uma série de causas, como envelhecimento; sedentarismo; sobrepeso; doenças metabólicas; sobrecarga nos joelhos devido a esforço físico de atividades diárias ou esportes; fatores hereditários; gênero, as mulheres são as mais afetadas; alterações nos ossos, como joelhos valgo (voltados para dentro) ou varo (voltados para fora); etc.
Lesão após uma queda, movimentos repetitivos e esforço exagerado são alguns fatores que podem provocar instabilidade articular. Os sintomas desse problema incluem dor, irritação, inchaço (edema), dificuldade para estender totalmente o joelho e desconforto. Se não for diagnosticada precocemente, a instabilidade no joelho pode provocar o desgaste da cartilagem e evoluir para artrose.
Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial (LCM), Ligamento Cruzado Posterior (LCP) e Ligamento Colateral Lateral (LCL). Os ligamentos, faixas fortes de tecido, são responsáveis por dar estabilidade ao joelho.

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco

Dr. Ulbiramar Correia – 2020

Todos os direitos reservados