(62) 3089-0978
uc.ortopedia@gmail.com
Rua S-6, 146 , 1°andar, Setor Bela Vista, Goiânia

Instabilidade Articular

Instabilidade articular? Vá ao médico especialista em Joelho

Você já se desequilibrou andado ou sentiu dor carregando algo mais pesado? Acontece com frequência? Se sua resposta for sim, é hora de procurar avaliação de um médico especialista em Joelho, pois você pode estar sofrendo com instabilidade articular. Esse problema, que pode ter origem congênita (de nascença) ou adquirida, ocorre quando os ligamentos do joelho estão enfraquecidos e pode envolver outras estruturas como músculos, cartilagem articular e meniscos.

Dentre os principais ligamentos do joelho estão: Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Lateral (LCL), Ligamento Colateral Medial (LCM) e Ligamento Cruzado Posterior (LCP). Junto aos músculos, os ligamentos dão estabilidade à articulação. Desse modo, quando algum deles sofre uma lesão ou é fraco, o joelho pode se tornar instável – quanto maior o número de ligamentos afetados, maior será a instabilidade.

Para detectar a verdadeira causa do problema é imprescindível fazer testes clínicos com um médico especialista em Joelho.

 

Quais são as causas e sintomas da instabilidade articular?

Lesão após uma queda, movimentos repetitivos e esforço exagerado são alguns fatores que podem provocar instabilidade articular. Os sintomas desse problema incluem dor, irritação, inchaço (edema), dificuldade para estender totalmente o joelho e desconforto. Se não for diagnosticada precocemente, a instabilidade no joelho pode provocar o desgaste da cartilagem e evoluir para artrose.

 

 Como é feito o diagnóstico da instabilidade no joelho?

Para diagnosticar a instabilidade articular, a primeira coisa que o médico especialista em Joelho faz é o exame clínico. Nessa primeira parte, o ortopedista avalia o alinhamento do joelho, de toda a perna, e também a maneira como o paciente anda e corre, pois, geralmente, a instabilidade se apresenta nesse momento. O especialista também utiliza exames de imagens complementares, como radiografia, ressonância e tomografia, isso ajuda a dar um diagnóstico mais assertivo e a determinar a gravidade da lesão.

 

Quais são os tratamentos indicados para instabilidade no joelho?

O tratamento dependerá da causa e da gravidade da instabilidade articular. Dessa forma, pode ser conservador (sem cirurgia), por meio de repouso, interrompendo todas as atividades que pioram os sintomas; uso de órteses estabilizadoras; fortalecimento muscular ou sessões de fisioterapia. No entanto, se os ligamentos forem afetados, o tratamento será cirúrgico, pois é necessário a reparação e reconstrução desses tecidos. Quem decide qual é o melhor tratamento a ser empregado é o médico especialista em Joelho.

 

Usar joelheiras ajuda a prevenir instabilidade articular?

A joelheira ortopédica é bastante utilizada por atletas profissionais e amadores, especialmente por corredores, praticantes de salto ou levantadores de peso, por exemplo. Esse acessório também auxilia na realização de exercícios funcionais e dança, momento em que o joelho fica mais vulnerável e exposto a lesões. Assim, a joelheira pode melhorar a saúde do joelho e prevenir instabilidade articular, pois auxilia na estabilidade da região.

Mas apesar dos benefícios, antes de recorrer ao uso desse acessório é imprescindível consultar um ortopedista, pois a utilização inadequada pode ser danosa e até agravar uma lesão de cartilagem, por exemplo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Blog

Especialidades

Dores crônicas ou aguda nos ossos, articulações, ligamentos, tendões, bursas e músculos, por exemplo, podem ser sinais de doenças musculoesqueléticas. Nesse texto, você conhecerá as principais doenças musculoesqueléticas que afetam os joelhos.
A Osteoartrite é caracterizada pelo desgaste ou degeneração da cartilagem do joelho e possui uma série de causas, como envelhecimento; sedentarismo; sobrepeso; doenças metabólicas; sobrecarga nos joelhos devido a esforço físico de atividades diárias ou esportes; fatores hereditários; gênero, as mulheres são as mais afetadas; alterações nos ossos, como joelhos valgo (voltados para dentro) ou varo (voltados para fora); etc.
Lesão após uma queda, movimentos repetitivos e esforço exagerado são alguns fatores que podem provocar instabilidade articular. Os sintomas desse problema incluem dor, irritação, inchaço (edema), dificuldade para estender totalmente o joelho e desconforto. Se não for diagnosticada precocemente, a instabilidade no joelho pode provocar o desgaste da cartilagem e evoluir para artrose.
Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial (LCM), Ligamento Cruzado Posterior (LCP) e Ligamento Colateral Lateral (LCL). Os ligamentos, faixas fortes de tecido, são responsáveis por dar estabilidade ao joelho.

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco

Dr. Ulbiramar Correia – 2020

Todos os direitos reservados