(62) 3089-0978
Rua S-6, 146 , 1°andar, Setor Bela Vista, Goiânia

Mosaicoplastia do joelho: o que é e quando pode ser indicada?

Você já ouviu falar em mosaicoplastia do joelho? Se não, descubra neste artigo tudo sobre esse procedimento cirúrgico utilizado para tratar lesões na cartilagem. Mas antes de entrar nesse assunto, o que acha de entender um pouquinho sobre o que é cartilagem?

A cartilagem, tecido fibroelástico que reveste os ossos das articulações, é formada por colágeno, água, proteoglicanos e condrócitos. Além disso, não possui vasos sanguíneos, linfáticos e nem inervação. Por essa razão, o potencial de regeneração e cicatrização é baixíssimo.

Ademais, a cartilagem desempenha um papel fundamental, pois evita o atrito entre duas extremidades ósseas e, ainda, é responsável por amortecer e distribuir as cargas recebidas.

Acidentes automobilísticos, fratura que atinge a superfície da articulação, entorses do joelho, dentre outros eventos traumáticos podem provocar lesões nas cartilagens, também conhecidas como lesões condrais.

As lesões também podem surgir em decorrência do excesso de peso, por causa de fatores genéticos ou devido ao envelhecimento, processo degenerativo da articulação denominado de osteoartrite.

Dor, travamento da articulação e inchaço são alguns dos principais sintomas de lesão na cartilagem do joelho. Crepitações (estalos) também podem acontecer.

Quando a cartilagem sofre pequenas ou médias lesões, a mosaicoplastia do joelho é um dos procedimentos que pode ser indicado pelo ortopedista especialista em Joelho para tratar o problema.

Mas afinal, o que é mosaicoplastia do joelho?

A mosaicoplastia do joelho é uma técnica cirúrgica que pode ser indicada pelo ortopedista especialista em Joelho para tratar lesões cartilaginosas focais (crateras articulares), bem delimitadas e pouco extensas.

O método é uma modalidade de transplante que consiste em retirar pequenos segmentos (denominados de plugs) ósseos revestidos de cartilagem e implantar no local lesionado – a cartilagem utilizada no transplante pode vir do próprio paciente ou ser homologa (de doador falecido).

Depois de algumas semanas após a mosaicoplastia do joelho, se cria uma superfície de cobertura composta por cartilagem e fibrocartilagem.

Que pacientes estão aptos a passar pela mosaicoplastia do joelho?

Para realizar a mosaicoplastia do joelho o paciente precisa se enquadrar em uma série de critérios, confira as seguir alguns deles.

– Ter menos de 50 anos

– Não sofrer com artrose

– Não ser obeso

– A lesão focal precisa ter entre 1 e 4 cm²

Cuidados que o paciente deve ter após a mosaicoplastia do joelho

Após o procedimento, no pós-operatório, o paciente deve deambular (caminhar) com o auxílio de um par de muletas, evitando soltar o peso no joelho operado por, pelo menos, seis semanas.

Meses depois da mosaicoplastia do joelho é possível que haja atrofia muscular da coxa. Isso pode acontecer porque a região fica em desuso por um período. Desse modo, é essencial que o paciente faça sessões de fisioterapia posteriormente.

Ao passar por esse tipo de procedimento, um indicativo de que a lesão foi curada é o alívio da dor.

Cirurgias de joelho utilizadas para tratar lesões da cartilagem

Além da mosaicoplastia, existem outros tipos de cirurgias de joelho que podem ser utilizadas para tratar lesões da cartilagem, como microfratura, membrana de colágeno e transplante homólogo. O tratamento a ser empregado varia conforme o tamanho da lesão.

Microfratura: esse método cirúrgico utilizado para tratar lesões da cartilagem tem como objetivo criar condições biológicas para que haja a regeneração da cartilagem no local lesionado.

A microfratura não consegue criar uma nova cartilagem, mas desenvolve um ambiente propício para isso, pois o procedimento consiste na criação de pequenas fraturas (perfurações) no osso longo abaixo da cartilagem (subcondral), fato que ocasiona “super-coágulo”, estimulando a medula óssea e levando células troncos para a lesão.

A artroscopia é a técnica empregada para realizar esse tipo de procedimento.

Membrana de colágeno: consiste em colar no local da lesão uma membrana de colágeno, produzida comercialmente, para que haja o desenvolvimento de células que possibilitem a cicatrização da lesão cartilaginosa. Com isso, as células permanecem no local lesionado e não se espalham pela articulação do joelho. Esse procedimento é relativamente novo no Brasil.

Transplante homólogo: procedimento no qual o ortopedista especialista em Joelho substitui a cartilagem lesionada por um fragmento de osso e cartilagem retirados de um cadáver. Geralmente essa técnica é indicada para lesões grandes, com mais de 4 centímetros.

Gostou do artigo? Compartilhe!

Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Dr. Ulbiramar Correia

Ortopedia, Traumatologia, Medicina Esportiva & Cirurgia de Joelho.

Dr. Ulbiramar Correia atua há mais de 10 anos em Goiânia e tem expertise em diversos tipos de cirurgia do joelho, como artroscopia, prótese do joelho e medicina esportiva. Em mais de uma década, trata as mais variadas condições médicas que podem acometer os joelhos, dentre elas doenças ósseas, traumatismo, instabilidade articular, luxação, luxação patelar, artrose, osteoartrite, doenças musculoesqueléticas, lesões da cartilagem articular, meniscos e de ligamentos cruzados do joelho.

Blog

Especialidades

osteoartite-joelho-goiania

Osteoartrite do Joelho

Osteoartrite? Consulte médico especialista em Joelho em Goiânia Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a osteoartrite, também denominada de artrose, é a

Leia mais
luxacao-joelho-goiania

Luxação do Joelho

Luxou o joelho? Consulte o médico especialista em Joelho em Goiânia Embora já tenha sido conhecida como uma entorse rara, cresceu consideravelmente nos últimos anos

Leia mais
lesoes-joelho-goiania

Lesões do Joelho

Cartilagem articular e meniscos são afetados por lesões do joelho? O joelho, uma das maiores articulações do corpo humano, é composto pelo fêmur, tíbia e

Leia mais

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco

© 2020 Dr. Ulbiramar Correia All Rights Reserved – Developed by QMIX Digital