Mosaicoplastia do joelho: o que é e quando pode ser indicada?

mosaicoplastia-joelho

Você já ouviu falar em mosaicoplastia do joelho? Se não, descubra neste artigo tudo sobre esse procedimento cirúrgico utilizado para tratar lesões na cartilagem. Mas antes de entrar nesse assunto, o que acha de entender um pouquinho sobre o que é cartilagem?

A cartilagem, tecido fibroelástico que reveste os ossos das articulações, é formada por colágeno, água, proteoglicanos e condrócitos. Além disso, não possui vasos sanguíneos, linfáticos e nem inervação. Por essa razão, o potencial de regeneração e cicatrização é baixíssimo.

Ademais, a cartilagem desempenha um papel fundamental, pois evita o atrito entre duas extremidades ósseas e, ainda, é responsável por amortecer e distribuir as cargas recebidas.

Acidentes automobilísticos, fratura que atinge a superfície da articulação, entorses do joelho, dentre outros eventos traumáticos podem provocar lesões nas cartilagens, também conhecidas como lesões condrais.

As lesões também podem surgir em decorrência do excesso de peso, por causa de fatores genéticos ou devido ao envelhecimento, processo degenerativo da articulação denominado de osteoartrite.

Dor, travamento da articulação e inchaço são alguns dos principais sintomas de lesão na cartilagem do joelho. Crepitações (estalos) também podem acontecer.

Quando a cartilagem sofre pequenas ou médias lesões, a mosaicoplastia do joelho é um dos procedimentos que pode ser indicado pelo ortopedista especialista em Joelho para tratar o problema.

Mas afinal, o que é mosaicoplastia do joelho?

A mosaicoplastia do joelho é uma técnica cirúrgica que pode ser indicada pelo ortopedista especialista em Joelho para tratar lesões cartilaginosas focais (crateras articulares), bem delimitadas e pouco extensas.

O método é uma modalidade de transplante que consiste em retirar pequenos segmentos (denominados de plugs) ósseos revestidos de cartilagem e implantar no local lesionado – a cartilagem utilizada no transplante pode vir do próprio paciente ou ser homologa (de doador falecido).

Depois de algumas semanas após a mosaicoplastia do joelho, se cria uma superfície de cobertura composta por cartilagem e fibrocartilagem.

Que pacientes estão aptos a passar pela mosaicoplastia do joelho?

Para realizar a mosaicoplastia do joelho o paciente precisa se enquadrar em uma série de critérios, confira as seguir alguns deles.

– Ter menos de 50 anos

– Não sofrer com artrose

– Não ser obeso

– A lesão focal precisa ter entre 1 e 4 cm²

Cuidados que o paciente deve ter após a mosaicoplastia do joelho

Após o procedimento, no pós-operatório, o paciente deve deambular (caminhar) com o auxílio de um par de muletas, evitando soltar o peso no joelho operado por, pelo menos, seis semanas.

Meses depois da mosaicoplastia do joelho é possível que haja atrofia muscular da coxa. Isso pode acontecer porque a região fica em desuso por um período. Desse modo, é essencial que o paciente faça sessões de fisioterapia posteriormente.

Ao passar por esse tipo de procedimento, um indicativo de que a lesão foi curada é o alívio da dor.

Cirurgias de joelho utilizadas para tratar lesões da cartilagem

Além da mosaicoplastia, existem outros tipos de cirurgias de joelho que podem ser utilizadas para tratar lesões da cartilagem, como microfratura, membrana de colágeno e transplante homólogo. O tratamento a ser empregado varia conforme o tamanho da lesão.

Microfratura: esse método cirúrgico utilizado para tratar lesões da cartilagem tem como objetivo criar condições biológicas para que haja a regeneração da cartilagem no local lesionado.

A microfratura não consegue criar uma nova cartilagem, mas desenvolve um ambiente propício para isso, pois o procedimento consiste na criação de pequenas fraturas (perfurações) no osso longo abaixo da cartilagem (subcondral), fato que ocasiona “super-coágulo”, estimulando a medula óssea e levando células troncos para a lesão.

A artroscopia é a técnica empregada para realizar esse tipo de procedimento.

Membrana de colágeno: consiste em colar no local da lesão uma membrana de colágeno, produzida comercialmente, para que haja o desenvolvimento de células que possibilitem a cicatrização da lesão cartilaginosa. Com isso, as células permanecem no local lesionado e não se espalham pela articulação do joelho. Esse procedimento é relativamente novo no Brasil.

Transplante homólogo: procedimento no qual o ortopedista especialista em Joelho substitui a cartilagem lesionada por um fragmento de osso e cartilagem retirados de um cadáver. Geralmente essa técnica é indicada para lesões grandes, com mais de 4 centímetros.

Posts recentes

Gostou do artigo? Compartilhe!

Share on pinterest
Pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Precisa de um especialista em Joelho?

Agende uma consulta agora

Dr. Ulbiramar Correia

Ortopedia, Traumatologia, Medicina Esportiva & Cirurgia de Joelho.

Dr. Ulbiramar Correia atua há mais de 10 anos em Goiânia e tem expertise em diversos tipos de cirurgia do joelho, como artroscopia, prótese do joelho e medicina esportiva. Em mais de uma década, trata as mais variadas condições médicas que podem acometer os joelhos, dentre elas doenças ósseas, traumatismo, instabilidade articular, luxação, luxação patelar, artrose, osteoartrite, doenças musculoesqueléticas, lesões da cartilagem articular, meniscos e de ligamentos cruzados do joelho.

Especialidades

LCA goiania

Cirurgia Ligamento Cruzado Anterior – LCA

O Ligamento Cruzado Anterior (LCA), um dos quatro principais ligamentos do joelho, é composto por um resistente “cordão” de tecido fibroso em formato de “x” que conecta o fêmur (osso da coxa) à tíbia (osso da perna). A principal função do LCA é dar estabilidade ao joelho no sentido de rotação, preservando, desse modo, estruturas internas como meniscos e cartilagens. O LCA é essencial para que as pessoas consigam realizar tarefas diárias como sair do carro, ocasião em que após colocar o pé no chão o indivíduo gira o corpo sobre o joelho. Lesões do LCA são frequentes em atletas

Leia mais
doencas-joelho-goiania

Doenças Musculoesqueléticas

O que são doenças musculoesqueléticas? Tendinite no joelho é uma delas Segundo o Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional do Hospital 9 de Julho, de São Paulo, 90% da população sofre por causa de dores musculoesqueléticas, fato que leva 30% a faltar no trabalho. Essas dores, geralmente, podem ser sinais de doenças musculoesqueléticas, como tendinite no joelho, bursite, entesopatia, dentre outras. Se não tratadas, essas enfermidades podem comprometer a qualidade de vida e, em casos crônicos, levar à invalidez. Embora os números da pesquisa sejam significativos, boa parte da população não sabe como as doenças musculoesqueléticas se manifestam, nem o

Leia mais
osteoartite-joelho-goiania

Osteoartrite do Joelho

Osteoartrite? Consulte médico especialista em Joelho em Goiânia Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a osteoartrite, também denominada de artrose, é a quarta doença que mais reduz a qualidade de vida para cada ano vivido. Ainda segundo a instituição, 80% dos indivíduos com osteoartrite possuem limitações de movimento e 25% não conseguem realizar atividades do dia a dia como caminhar ou subir escadas, por exemplo. Embora seja conhecida por afetar idosos com mais de 60 anos, pois tem caráter degenerativo, uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) revela que 20% dos brasileiros na faixa

Leia mais
instabilidade-articular-joelho-goiania

Instabilidade Articular: causas, diagnóstico e tratamentos

Instabilidade articular? Vá ao médico especialista em Joelho Você já se desequilibrou andado ou sentiu dor carregando algo mais pesado? Acontece com frequência? Se sua resposta for sim, é hora de procurar avaliação de um médico especialista em Joelho, pois você pode estar sofrendo com instabilidade articular. Esse problema, que pode ter origem congênita (de nascença) ou adquirida, ocorre quando os ligamentos do joelho estão enfraquecidos e pode envolver outras estruturas como músculos, cartilagem articular e meniscos. Dentre os principais ligamentos do joelho estão: Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Lateral (LCL), Ligamento Colateral Medial (LCM) e Ligamento Cruzado Posterior

Leia mais
luxacao-joelho-goiania

Luxação do Joelho

Luxou o joelho? Consulte o médico especialista em Joelho em Goiânia Embora já tenha sido conhecida como uma entorse rara, cresceu consideravelmente nos últimos anos os casos de luxação do joelho no Brasil, isso se deve ao expressivo número de acidentes de trânsito, principalmente envolvendo motos, e a quantidade crescente de praticantes de exercícios físicos. Considerada uma das lesões mais graves, decorrente de trauma direto ou indireto, a luxação do joelho acontece quando existe desencaixe dos ossos da articulação e a ruptura de pelo menos 2 dos quatro principais ligamentos do Joelho – Ligamento Cruzado Anterior (LCA), Ligamento Colateral Medial

Leia mais
lesoes-joelho-goiania

Lesões do Joelho

Cartilagem articular e meniscos são afetados por lesões do joelho? O joelho, uma das maiores articulações do corpo humano, é composto pelo fêmur, tíbia e patela. Todos esses ossos são ligados por várias estruturas, como ligamentos, tendões, cartilagem e menisco. Por ser um membro bastante solicitado no dia a dia para diversas atividades cotidianas, o joelho é uma das áreas que mais sofre lesões diretas e indiretas. Rompimento do Ligamento Cruzado Anterior (LCA), condromalácia, tendinite, luxação patelar, lesão do menisco, rompimento do Ligamento Cruzado Posterior (LCP), dentre outras, são os principais traumas que acometem os joelhos. Detalhes sobre essas lesões

Leia mais

Venha até nós

Precisa de atendimento?

Fale Conosco